Jose Antonio Lourenço     Jose Antonio Lourenço, A Salvação Torna a Velhice Ditosa

A Salvação Torna a Velhice Ditosa

2 Cor. 4:16-18, 5:1-10

Introdução

A terceira idade é normalmente uma fase difícil da vida. Vários factores contribuem para tornar difícil a vida dos idosos:

  • O desgaste físico proveniente da idade e da vida que já vivemos, a falta de forças e o cansaço, não nos permitem viagens longas.

  • A viuvez bate normalmente à porta dos idosos e faz uma moça difícil de recuperar.

  • A solidão espreita e ataca os idosos, causando apreensão e sofrimento.

Há contudo um factor determinante que torna a velhice ditosa: é a salvação de Deus. A salvação que O Senhor Jesus Cristo ganhou na cruz do Cálvario, torna a nossa velhice ditosa, pelas razões que tentarei explicar.

A Velhice vivida sem a salvação de Deus é um flagelo

Ecl. 12:1, Sal. 90:10

A Bíblia diz em Ecl. 12:1: «LEMBRA-TE do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento».

Se não dermos lugar a Deus na nossa juventude e chegarmos à velhice sem Deus, a nossa velhice será vazia e triste.

No Salmo 90:10 a Bíblia diz: «A duração da nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles [ é ] canseira e enfado, pois passa rapidamente, e nós voamos.»

Vivemos numa sociedade envelhecida. Cada vez há mais gente idosa. Cada ano, em Portugal nascem menos crianças. As praças estão cheias de idosos e poucas crianças se vêem a saltar!

O problema é que os idosos vivem sem a salvação de Deus e vivem mal. As suas conversas são acerca do passado que já não foi pacífico, o presente tambem não tem nada de bom; elas resumem-se a queixumes e lamentações e o futuro é obscuro e tenebroso.

A velhice sem a salvação de Deus é um flagelo. E a grande maioria dos idosos não tem a salvação. Têm uma religião mas isso não é a salvação. Alguns não têm religião, nem crêem em Deus, mas o seu problema espiritual persiste e o medo da morte atormenta-os.

Uma parte deles está passando pela cama dos hospitais, ou estão amontoados em lares sociais, em depósitos de velhos.

À medida que os anos passam vão ficando piores: o alzhaimer apanha uns, o reumatismo apanha outros, e o parkinson também apanha alguns.

A final, foi para isto que Deus nos criou? Para terminarmos todos a vida em desgraça? NÃO. Deus não nos criou para terminarmos em descraça.

As pessoas terminam em desgraça porque não dão lugar a Deus nas suas vidas. Nós fomos programados por Deus, para vivermos a nossa vida em comunhão com Ele, para O servirmos, para O amarmos e para O adorarmos em espírito e em verdade.

Todo o ser humano devia viver para servir, amar e adorar a Deus e receber d’Ele a paz, a alegria, a felicidade.

Se Deus não ocupa o lugar que lhe pertence, a nossa vida é um flagelo e a velhice é pior. Este é o problema de muita gente.

Quem vive a sua vida no temor de Deus e na obediência à Sua palavra, a sua velhice não será um flagelo, será uma velhice ditosa!

A Bíblia diz em Sal. 92:13-14: «Os que estão plantados na casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos: serão viçosos e florescentes».

Isto chama-se «Velhice ditosa»!

A Biblia fala de pessoas que viveram com Deus e morreram «velhos e fartos de dias», ou seja que tiveram uma velhice abençoada por Deus. Eis alguns exemplos:

Abraão
Abraão viveu a sua vida com Deus. A Bíblia diz (Gên.25:8): «E Abraão expirou e morreu em boa velhice, velho e farto [ de dias ]: e foi congregado ao seu povo.»

Abraão viveu com Deus, teve uma boa velhice, uma velhice ditosa! O seu filho Isaaque «morreu, e foi recolhido ao seu povo, velho e farto de dias». Ele também teve uma velhice ditosa!

Temos na Bíblia dois velhinhos, que viviam regogijados e alegres, com a salvação de Deus. Chamavam-se Simeão e Ana.

Simeão
Luc. 2:25-30: «Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E, pelo Espírito, foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra, pois já os meus olhos viram a tua salvação».

Simeão viveu com Deus e teve uma velice ditosa! Morreu e foi para o Céu, para a presença de Deus.

Ana
Luc. 2:36-38: «E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade, e era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. E, sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém».

Ana era uma crente ferverosa em Deus, apesar dos seus 84 anos. Era uma velhinha feliz e esperançosa, contemplou o menino Jesus seu salvador, morreu em paz e foi morar com Deus no Céu.

Deus não nos criou para vivermos em flagelo, nem para terminarmos os nossos dias em desgraça. Deus preparou uma salvação para nós, atravéz do seu Filho Jesus Cristo, para vivermos felizes com a sua bênção e termos uma velhice ditosa.

A Salvação torna a nossa velhice ditosa

A Bíblia diz em 2 Cor. 4:16-18:

«Por isso, não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente, não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.»

Este é um texto da Escritura que diz respeito essencialmente aos idosos, à velhice. Ele mostra como a velhice com a salvação de Deus é ditosa.

As pessoas que possuem a salvação que o Senhor Jesus Cristo dà, passam uma velhice ditosa, que significa: feliz; afortunada; abençoada; favorável.

Eles têm os mesmos problemas que as outras pessoas de idade têm: falta de forças, doenças, viuvez, etc. Mas com uma grande diferença: eles possuem a salvação e beneficiam dos seus múltiplos efeitos. Eis aqui alguns desses efeitos:

A salvação trouxe-nos o perdão dos nossos pacados, trouxe- nos a paz com Deus, trouxe-nos a vida eterna e trouxe o maravilhoso Espírito Santo para os nossos corações. E isto é suficiente para gozarmos uma velhice ditosa.

Examinemos os textos bíblicos: 2 Cor. 4:16-18 e 5:1:

  • 2 Cor. 4:16: «Por isso, não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.»

Dificilmente encontramos um velho com a salvação, desfalecido. Os velhos salvos, animam os visitantes na cama do hospital. Os velhos sem a salvação, vivem no meio de ais, de lamentos e comiserações. Os velhos com a salvação, carregam os mesmos problemas a cantar louvores a Deus e a adorar, porque têm a vida eterna no coração, têm a consolação do Espírito Santo. Em vez de ais, dão aleluias, em vez de gemidos dão graças a Deus!

É por isso que a salvação torna a velhice ditosa!

  • 2 Cor. 4:17: «Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente».

A salvação garante-nos um lugar no Céu e um galardão pela tribulações provenientes da nossa fé. Quem não é salvo, não espera nada de bom para depois da morte. Vive embrenhado nas lutas e dificuldades da vida terrena. Ser novo sem a salvação não é bom, mas ser velho sem a salvação é terrível. Os crentes sabem, porque a Biblia o diz, que «As tribulações deste tempo presente, não são para comparar com a glória que nos será revelada.» Os velhos que possuem a salvação, passam pelas tribulações cantando louvores a Deus e com bom ânimo, porque crêem que isso resultará em maior glória no Céu.

Por isso a salvação torna a nossa velhice ditosa!

  • 2 Cor. 4:18: «não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.»

A salvação volta os olhos dos crentes para cima, para o Céu. Connosco e à nossa volta as coisas não vão tão bem: O espelho teima em distorcer a nossa figura! Somos forçados a acreditar que as rugas são verdadeiras…​! Que os nossos cabelos estão ficando brancos e que estamos a ficar curvados! A bengala está a oferecer-se para ser nossa companheira! Estamos velhos, e agora? Para os que não têm a salvação, não há nada a fazer, a não ser aceitar o mais rápido possível o maravilhoso Salvador, para escapar do Inferno.

Os velhos com a salvação, tem os olhos voltados para cima, para as coisas eternas. Sabem que há um corpo novo à sua espera e que no Céu não há bengalas.

Por isso a salvação torna a velhice ditosa. Ser velho não é uma desgraça, é estar mais perto do Céu.

  • 2 Cor. 5:1: «Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus.»

O nosso corpo terreno está ficando velho e a desfazer-se: A memória está gasta, os ouvidos já não captão os sons, os olhos lutam com cataratas, os dentes estão dando lugar aos implantes, as pernas cambaleiam, etc. Sem a salvação seríamos um monte se escombros.

A salvação vai trocar o corpo velho e terreno, por um corpo novo e celestial.

A salvação pôs a Bíblia na mão dos crentes e fê-los saber as maravilhas que os espera no Céu. Deus tem um corpo novo para os salvos, com todos os órgãos novos: memória nova, ouvidos novos, olhos novos, pernas novas.

  • 2 Cor. 5:2: «E, por isso, também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu».

Com esta esperança, passamos pela velhice a cantar louvores a Deus, à espera que o Senhor nos chame.

A salvação criou em nós o desejo de viver com Deus no Céu.

O Apóstolo Paulo tinha este desejo forte de partir e estar com Cristo. A Bíblia diz em Fil. 1:23:

«Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.»

Realmente a vida aqui não é fácil para ningém, mas para os velhos as dificuldades são maiores. O que nos vale é sabermos que temos um Céu lindo à nossa espera, onde não há dores, aflições, preocupações.

É natural desejarmos ir para lá. Chega mesmo a altura de nos sentirmos já mais para lá do que para cá.

A morte não nos aterroriza. A Bíblia diz, referindo-se aos crentes, em 1 Cor. 15:55,57: «Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.»

Nós vivemos na terra a pensar no Céu. Nas dificuldades, pensamos: isto vai acabar brevemente. Nas doenças, pensamos: ou o Senhor me vai curar ou me vai levar para o Céu, onde não há mais doenças. Nas nossas dificuldades clamamos a Deus e Ele nos socorre. Aleluia!

A salvação carregou a nossa vida de jóias! Tudo o que nos possa acontecer aqui, é de somenos valor.

Eis aqui algumas destas jóias:

Além do perdão dos nossos pecados que nos garante a entrada no Céu, a salvação deu-nos PAZ. Esta paz é uma jóia!

Jesus disse (João 14:27): «Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.»

A salvação deu-nos ESPERANÇA. Esta esperança é uma jóia!

A Bíblia diz em 1 Pedro 1:3: «Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos».

A salvação deu-nos ALEGRIA e esta alegria é uma jóia preciosa!

Jesus disse em João 17:13: «Mas, agora, vou para ti e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos.»

Com estas três preciosas jóias, já se vive bem na juventude e na velhice, mas a salvação supre todas as nossas necessidades em glória, por nosso Senhor Jesus Cristo.

Conclusão

Ser velho não é problema grave, se formos salvos e estivermos caminhando para o Ceú.

As doenças e enchaquecas vulgares na velhice, lidamos bem com elas porque temos os olhos postos no Céu. A solidão não é enfadonha porque a comunhão com o nosso Pai celestial, com o nosso Salvador e com o Espírito Santo elimina toda a solidão! Sozinhos cantamos louvores, adoramos e magnificamos a Deus! Sózinhos lemos e meditamos na Sua palavra e a nossa fé é fortalecida. Até gostamos e precisamos de estar sózinhos com Deus.

Porque Jesus Cristo nos salvou atravez da sua morte na Cruz do Calvário e porque ao terceiro dia ressuscitou e enviou o maravilhoso Espírito Santo para os nossos corações, TEMOS UMA VELHICE DITOSA!

Apesar de estarmos velhos, temos muitas razões para fazer festa: - É sinal que não morremos novos, Graças a Deus! - Jesus Cristo nos salvou e deu-nos uma viva esperança. - Temos um Céu lindo à nossa espera! - Temos debilidades físicas, mas podemos contar com a ajuda e a benção do nosso bom Deus.

O passo mais importante que nós demos, foi aceitar o Senhor Jesus como nosso salvador pessoal e aconselhamos todas as pessoas a fazerem isso. Se você ainda não está na posse da salvação, se ainda não entreguou o seu coração ao Senhor Jesus, hoje é a sua oportunidade! Aceite que é um pecador, arrependa-se, creia na morte e na ressurreição do Senhor e peça-lhe perdão dos seus pecados. Hoje você pode ser salvo e ter uma vida ditosa e depois uma velhice ditosa com Deus.

Publicado em 2016-08-04

Para Trás

Para Trás