Jose Antonio Lourenço Jose Antonio Lourenço, As duas verdades que salvam

As duas verdades que salvam

As duas verdades fundamentais da salvação

1 Co 15:3-4 «Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras».

A bíblia está cheia de verdades e todas são importantes. Mas existem duas verdades que são as mais importantes do evangelho e donde brota a nossa salvação. Estas duas verdades sintetizam o evangelho e quando cridas e aceites, são suficientes para o perdão dos nossos pecados e para conceder-nos a salvação. Se uma pessoa não conhecesse mais nada da Bíblia e só conhecesse estas duas verdades, elas seriam suficientes para alcançar a salvação e ficar apto a viver com Deus no Céu.

Se alguém ao ler esta mensagem alcançar fé para crer nestas duas importantes verdades pode, no lugar onde está, receber a salvação fazendo uma pequena oração ao Senhor Jesus Cristo.

Que verdades tão importantes serão estas?

Primeira grande verdade: «Cristo morreu por nossos pecados, segundo as escrituras.»

Esta é uma verdade importantíssima. Jesus Cristo não morreu pelos pecados dele. Porque ele nunca pecou, nem na sua boca se achou engano. Ele morreu pelos nossos pecados, porque todos nós somos pecadores. O pecado entrou no mundo por Adão e depois passou a todos os homens. Nós nascemos inocentes mas já com uma a natureza pecaminosa e daí a começar a pecar, foi apenas um pequeno passo.

Toda a história trágica da humanidade tem sido o resultado da sua vida pecaminosa. O pecado é o maior flagelo que aconteceu na vida de cada um de nós. Quando desobedecemos aos preceitos de Deus e nos rebelamos contra Ele, cavamos a nossa sepultura e a nossa perdição. As pessoas fazem escolhas erradas, desviam-se de Deus e depois fabricam os seus próprios deuses, criam as suas próprias religiões e as suas próprias filosofias. Muitas pessoas bebem a iniquidade como água. Fazem tudo ao contrário do que a Bíblia ensina.

Os jornais, as rádios e as televisões relatam diariamente os assaltos, as violências, as pedófilias e a corrupção em todas as classes sociais. Vivemos numa sociedade corrupta e perversa em que os bons costumes e os valores morais estão desfeitos.

Deus já destruiu o mundo uma vez com um dilúvio, por causa da maldade extrema das pessoas. Destruiu duas cidades antigas, Sodoma e Gomorra, por causa da corrupção moral. Actualmente caminhamos a passos largos para uma destruição em larga escala, por causa de perversão extrema em que grande parte da sociedade está vivendo, desafiando a Deus.

A Bíblia diz: «…​não há um justo, nem um sequer, não há ninguém que entenda, não há ninguém que busque a Deus, todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis».

Vivemos em tempos em que crer em Deus é considerado uma vergonha e coisa de fracos. As pessoas estão perdidas por causa dos seus pecados. Caminham para a perdição e para o juízo final.

«…​Cristo morreu por nossos pecados, segundo as escrituras.» Deus havia prometido um salvador, logo que Adão pecou. Depois instituiu um culto à base de sacrifício de animais, simbolizando o salvador que havia de vir.

O profeta Isaías descreveu o salvador que havia de vir com todo o pormenor, dizendo: «…​ ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras somos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.»

Passados 750 anos, veio um anjo do Céu que disse à virgem Maria; «…​e darás à luz um filho e chamarás o seu nome Jesus; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.».

O Salvador tão necessário, tão almejado «…​veio buscar e salvar o que se havia perdido.»

«Cristo morreu por nossos pecados». Sim, Jesus Cristo deu a sua vida na cruz do Calvário e derramou o seu precioso sangue para nos purificar dos nossos pecados.

Esta é a primeira grande verdade da nossa salvação! É que Jesus Cristo nunca pecou, foi declarado inocente e justo no seu julgamento, mas ele quis dar a sua vida por nós, para nos remir dos nossos pecados.

Jesus Cristo ao morrer na cruz, clamou com grande voz, dizendo: «…​está consumado.», o que significa, a salvação dos pecadores está ganha e a todos que aceitarem o meu sacrifício pela fé, o meu sangue purificará os seus pecados e poderão entrar no Céu.

Esta é a primeira verdade da salvação, mas falta a outra grande verdade, para que a salvação se concretize.

A segunda grande verdade da salvação é a seguinte: «…​Cristo ressuscitou ao 3o dia, segundo as escrituras.»

A ressurreição de Jesus Cristo passados três dias, é a segunda grande verdade da salvação. Porque o sacrifício do Calvário só, sem a ressurreição não podia salvar-nos. A Bíblia diz: «Se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados.» Jesus havia afirmado que daria a sua vida, mas que ressuscitaria ao 3o dia. Se não tivesse ressuscitado, toda a sua obra cairía por terra. Mas Cristo ressuscitou e apresentou-se vivo a muitas pessoas e declarou ter todo o poder no Céu e na terra. A ressurreição de Jesus Cristo foi a prova cabal de que o Pai aceitou o seu sacrifício por nós.

A ressurreição veio demonstrar que Jesus Cristo é o único salvador dos pecadores e que pode salvar perfeitamente todos aqueles que através Dele se cheguem a Deus. Só Jesus ressuscitado, vivo e poderoso, poderia salvar-nos.

Estas são as duas grandes verdades que nos podem salvar.

O evangelho é poder de Deus, para salvação de todo aquele que crê. Estas duas verdades - «…​Cristo morreu por nossos pecados, segundo as escrituras e ressuscitou ao 3o dia segundo as escrituras» - concentram o evangelho. Sem estas verdades, não temos um evangelho completo, não temos evangelho salvador.

O Senhor Jesus fez muitos milagres e muitas maravilhas: curou muitos doentes, expulsou demónios e até ressuscitou Lázaro depois de morto quatro dias, para demonstrar que era o Filho de Deus. Mas para salvar-nos, Ele deu a sua vida por nós na cruz e ressuscitou ao 3o dia. Nós não somos salvos porque Jesus ressuscitou a Lázaro, ou porque operou a pesca maravilhosa. Nós somos salvos pela sua morte e pela sua ressurreição.

Jesus um dia andou sobre as águas do mar da Galileia - os discípulos ficaram tão admirados que, prostrando-se, o adoraram e confessaram que Ele era verdadeiramente o Filho de Deus. Mas os discípulos não foram salvos aí, nessa altura. Os discípulos foram salvos depois que Jesus morreu na cruz e depois que ressuscitou e se apresentou vivo no meio deles.

É possível conhecer a bíblia toda e não ser salvo. É possível acreditar nos milagres e ainda não ser salvo. É possível chorar ao ouvir a parábola do filho pródigo e nem assim ser salvo. Só podemos ser salvos através do sangue que Jesus verteu na cruz e da sua ressurreição.

Se tu creres hoje nestas duas verdades, que Cristo morreu na cruz pelos teus pecados e que ao 3o dia ressuscitou, que Ele está vivo e é o Todo-poderoso, então tu podes receber hoje a salvação. Aqui está a grandeza de Deus e o poder do evangelho!

O que é preciso fazer, para receber a salvação hoje?

  • Reconhece que és pecador. Não deve ser difícil, porque a Bíblia diz: «todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.» Ninguém é excepção.

  • Arrepende-te dos teus pecados. Jesus disse: «…​se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.» Aqui também não há excepção.

  • Crê no evangelho. Crê na morte e ressurreição do Senhor Jesus. Pede a Deus que te ajude a crer e dá um passo de fé.

  • Aceita o Senhor Jesus no teu coração pela fé, porque está escrito: «…​a todos quantos o receberem, ele dá-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome.»

Se quiseres dar estes passos agora, tu podes receber a salvação no teu coração. Só precisas seguir o Senhor
todos os dias da tua vida sendo fiel até à morte.

Publicado em 2016-12-10

Para Trás

Para Trás