Jose Antonio Lourenço Jose Antonio Lourenço, A santificação

A santificação

Efeitos do Calvário (6ª parte)

A santificação é um efeito do Calvário. A Bíblia diz: «…​também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta.» (Heb. 13:12)

A santificação significa o nosso modo de vida, ou seja, vivendo separados do pecado e da vida dissoluta, vivendo em obediência a Deus.

É tão importante a nossa santificação que a Bíblia diz: «…​sem a santificação ninguém verá o Senhor». O que significa que quem não tiver uma vida santificada não poderá entrar no Céu. Realmente noutra parte da Escritura diz: «Ali não entrará coisa alguma que cometa abominação e mentira…​» Apo. 21:27

Não chega crer nos santos, é preciso ser santo para entrar no Céu.

A santificação é um efeito importantíssimo do Calvário. Vamos analisar a santificação sobre este aspecto. Antes de chegarmos ao Calvário, éramos todos pecadores e escravizados pelo pecado, que muito cedo se alojou na nossa vida. Por isso a Bíblia diz: «Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus».

Quando tomámos conhecimento do Calvário e aceitámos o sacrifício de Cristo em nosso favor, o seu sangue nos purificou de todo o pecado! Uma carga pesada caiu aos nossos pés. Mas a obra redentora também nos livrou do poder do pecado, isto é: as coisas más que antes fazíamos, não precisamos fazer mais! Enquanto antes eramos pecadores e escravos do pecado, no Calvário ficamos livres!

O Espírito Santo maravilhoso entrou no nosso coração e começou a regenerar-nos. Como a Bíblia diz: «…​as coisas velhas já passaram e eis que tudo se fez novo.»

Os maus pensamentos deram lugar a pensamentos bons, os maus desejos desapareceram e surgiram desejos novos e bons. Começamos a ser santos!

A redenção pelo sangue de Jesus Cristo santificou-nos, é por isso que a Bíblia diz: «…​também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta.» (Heb. 13:12)

O Calvário tornou-nos santos. O pecado, que até aí era uma prática obrigatória, para o crente remido tornou-se uma aberração! O normal agora é ser santo. A nova vida que recebemos no Calvário é para ser vivida em santificação. Falar a verdade é normal; ser justo é normal; ser honesto é normal; ser sério é normal. Se cometermos alguma falha, isso não é normal e precisamos rapidamente nos arrepender e pedir perdão ao Senhor Jesus. Pois está escrito: «…​.estas coisas vos escrevo para que não pequeis; se alguém pecar, temos um advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo, e ele é a propiciação pelos nossos pecados.» Agora, o pecado na vida do crente remido é um acidente que deve ser imediatamente resolvido pelo caminho certo. A santificação é um efeito do Calvário não só quando somos salvos, mas também no nosso viver diário. Prezado leitor, como estás vivendo a tua vida? Como estás lidando com o pecado que tão de perto nos rodeia? Deus pede que «sejamos santos como ele é santo», que «…​sejamos santos em toda a nossa maneira de viver.» Isto só é possível pelo Calvário e através do Calvário. As religiões carregam-nos de regras que não conseguimos cumprir e não oferecem ajuda eficaz para nos santificarmos. Os esforços humanos falham na hora ou no dia seguinte. Vivemos frustrados, caminhando para a eternidade sem podermos entrar no Céu com os nossos pecados. Que fazer?

A resposta é simples, directa e resolve completamente o problema. A solução está no Calvário, onde o Senhor Jesus Cristo morreu na cruz e ao terceiro dia ressuscitou. Ele está vivo e tem todo o poder no Céu e na terra e «…​pode salvar perfeitamente todos que por ele se cheguem a Deus».

Tu podes fazer isto! O Senhor Jesus não rejeita ninguém que se dirija a ele arrependido, pedindo perdão e salvação. Ele disse: «Todo o que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora». Se hoje lhe fizeres uma oração, ele te ouve e te responde. A santidade começa aí. Deus te abençoe!

Publicado em 2017-04-16

Para Trás

Para Trás